Hoje é dia de conto!

Às quartas o Faiscador posta na Oficina Compartilhada.

Boa leitura!

Em busca de vestígios

João 8:7 = E, como insistissem, perguntando-lhe,
endireitou-se, e disse-lhes:
Aquele que de entre vós está sem pecado
seja o primeiro que atire pedra contra ela.
Minha cabeça cai num abismo e uma das outras assume o controle. Quem é essa? Me pergunto no dia seguinte… Tento buscar alguma fagulha de pensamento no fundo do poço e só o que vem é a frase do pobre coitado, pensando alto “Você é muito linda, o beijo que você me deu…”.
É claro que ele não estava entendendo nada. Eu também não estava…
O que uma garota como eu estaria fazendo com aquele estranho num motel barato da Praça Mauá? Provavelmente fugindo. De mim… Dele…
A primeira vez tinha classe. Acordei em Laranjeiras, piano ao longe… Longe?!?!? Não!! Bem perto. Ele parou de tocar, disse que tinha café, e eu atordoada só conseguia dizer que estava atrasada – e estava mesmo, era a estréia do meu primeiro projeto solo. Quando eu voltei do banheiro ele perguntou:
– Você perdeu alguém?
– A gente vive perdendo, né?
– Ontem você estava correndo risco de vida…
– Você é um anjo… Como é que eu faço pra ir embora?
– Você está em Laranjeiras, é só descer.
– Obrigada…
– Tchau….

Podia ser pior, e acabou sendo. Praça Mauá, sem o menor vestígio de memória. Eu já perdi alguém e deste jeito vou acabar me perdendo também.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Prosa

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s